Embalagens:

Embalagens::

Saco de papel siliconizado com aproximadamente 25 Kg.

NBR 2 - Asfalto Modificado

DESCRIÇÃO

Asfalto Modificado é um asfalto que, através do processo de industrialização, adquire propriedades específicas para atendimento das exigências de desempenho de um sistema de impermeabilização. Possui características sólidas que confere ao produto final, pontos de amolecimento e penetração variados para os quais sejam requeridas características específicas.

 

CARACTERÍSTICAS

Ensaios

Unidade

NBR II

Ponto de amolecimento:

ºC

75 – 95

Penetração (25 ºC, 100g, 5 seg.):

0,1 mm

20 – 35

Ductibilidade (25 ºC, 5 cm/mín.):

cm

-

Ponto de fulgor:

ºC

mín. 235

Perda de aquecimento em massa (163 ºC, 5 hs):

%

máx. 1

Solubilidade em tricloroetileno:

% massa

mín. 99

Normas de referência

NBR 9910/2002 – Asfaltos modificados para impermeabilização sem adição de polímeros – características de desempenho;

NBR 9574/2008 – Execução de impermeabilização.

 

USO

O NBR II é utilizado como matéria prima para a indústria adesiva especial, massas antirruído e para calafetação, além de adesivo para revestimento térmico.

É utilizado como sistema de impermeabilização moldado in loco e para colagem de mantas asfálticas, como também rejuntamento de pavimentos de placas de concreto.

FERRAMENTAS DE APLICAÇÃO

Aquecedor a gás ou elétrico, termômetro, balde metálico com tampa rolete, espátula ou colher de pedreiro de ponta arredondada, meada de fio de juta, rolo de lã de carneiro, trincha ou brocha para aplicação do primer.

 

PREPARAÇÃO DA SUPERFICIE

O substrato deve estar limpo, isento de corpos estranhos, restos de forma, pontas de ferragem, restos de produtos desmoldantes ou impregnantes, falhas e ninhos.

O substrato deve se encontrar firme, coeso, regular, com declividade nas áreas horizontais de no mínimo 1% em direção aos coletores de água. Para calhas e áreas internas é permitido o mínimo de 0,5%. Cantos devem estar em meia cana e as arestas arredondadas.

Caso o substrato não esteja regularizado, moldar com argamassa de cimento e areia no traço 1:4 aderido sobre o concreto, com caimento de 1% em direção aos ralos ou condutores de água.

Aguardar 72 horas para cura da argamassa. Aplicar uma demão de forma homogênea do primer Betucreto, Betuprimer Plus ou Betufrio, este último deve ser diluído com 30% água. Utilizar rolo de lã de carneiro, trincha, brocha ou vassoura de pelo macio. Aguardar a secagem do primer por 6 horas no mínimo.

 

PREPARAÇÃO DO PRODUTO

Aquecer o asfalto oxidado NBR II de forma homogênea no aquecedor elétrico ou a gás em temperatura média entre 180ºC e 200ºC.

 

APLICAÇÃO DO PRODUTO

Moldado in-loco

Aplicar uma demão do NBR II, com uso de meada de fios de juta. Entre as demãos é indicado o reforço utilizando tela ou não tecido de poliéster. Para tanto, estender o estruturante com sobreposição mínima de 10cm, aplicando sobre este o de asfalto aquecido até sua saturação. Havendo mais de um estruturante, repetir o procedimento.

Aguarde o tempo de liberação da área para posterior teste de estanqueidade, mantenha-a isolada e protegida contra tráfego de pessoas ou equipamentos.

Teste de estanqueidade: uma lâmina de água deve permanecer durante 72 horas, no mínimo sobre a área impermeabilizada, para detecção de possíveis falhas na aplicação.

 

Colagem de manta asfáltica

Aplicar uma demão do NBR II, com uso de meada de fios de juta no substrato imprimado numa distância máxima de 1,00m à frente da bobina.

O NBR II deve ser aplicado no substrato e na face inferior da bobina, para tanto remover o filme de polietileno antiaderente da manta Betumanta.

Promova a adesão inicial ao substrato e pressione do centro em direção às bordas, de forma a expulsar eventuais bolhas de ar.

As sobreposições devem ser no mínimo de 10 cm, executando o selamento das emendas através de banho de asfalto, com uso de meadas de fios de juta, pressionando as emendas com rolete, espátula ou colher de pedreiro de ponta arredondada.

 

Juntas de Dilatação/Rejuntamento

Com o auxilio de um objeto com bico, despeje o asfalto derretido sobre a junta até preenchê-la totalmente.

 

PROTEÇÃO MECÂNICA

Para membrana moldada in loco, fazer a colocação da camada separadora e em seguida executar proteção mecânica para cada área da edificação de acordo com a Norma NBR 9574 – Execução da Impermeabilização e especificações técnicas recomendadas pelos projetistas e/ou especificação técnica desenvolvida pelo fabricante.

 

RECOMENDAÇÕES DE USO

Não aplicar em superfícies úmidas ou que a argamassa de regularização esteja desagregando do substrato.

A temperatura ambiente para aplicação deve ser superior a 5ºC.

O tráfego intenso de pessoas ou equipamentos, sobre as áreas já impermeabilizadas e sem proteção mecânica pode ocasionar dano ao produto e ao serviço executado.

Fazer o teste de estanqueidade, enchendo os locais impermeabilizados com água por no mínimo 72 horas.

Não aquecer em fogo direto.

CONSUMO

Para colagem das mantas – 2,0 kg/m² a 3,0 kg/m²

Para banho de asfalto – 1,0 kg/m² a 1,5 kg/m²

Membrana moldado in-loco – 3,0 kg/m² a 4,0kg/m²

Para juntas de dilatação de 2x1cm – 0,230 kg/m

 

Consulte o departamento técnico para obter informações sobre o consumo em usos específicos (tecnico@betumat.com.br).

 

RECOMENDAÇÕES DE USO

Não aplicar em superfícies úmidas ou que a argamassa de regularização esteja desagregando do substrato.

A temperatura ambiente para aplicação deve ser superior a 5ºC.

O tráfego intenso de pessoas ou equipamentos, sobre as áreas já impermeabilizadas e sem proteção mecânica pode ocasionar dano ao produto e ao serviço executado.

Fazer o teste de estanqueidade, enchendo os locais impermeabilizados com água por no mínimo 72 horas.

Não aquecer em fogo direto.

 

RECOMENDAÇÕES DE SEGURANÇA

Para esclarecimentos sobre manuseio e segurança do produto, acesse a FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) disponível em nossa home page www.betumat.com.br.

Recomenda-se utilizar EPI’s adequados como luva de raspa, capacetes, botas, óculos de segurança, máscara de gases, avental de raspa de couro de mangas longas, para aplicação do produto.

 

ARMAZENAGEM

Armazenar em local seco, coberto e longe da fonte de calor.

Empilhamento máximo recomendado: 8 sacos

 

VALIDADE DE ESTOCAGEM

12 (doze) meses a partir da data de fabricação